BELEZA BRASILEIRA – Arte rupestre se põe na mesa

Beleza se põe na mesa. Uma mesa bem arrumada e bonita é fundamental. Não só pela beleza dos pratos, mas para o bem estar de quem vai se alimentar.

Cumbucas de vários tamanhos
Cumbucas de vários tamanhos

Para quem quer valorizar produtos feitos por mãos brasileiras, uma opção de bom gosto e que ainda valoriza o país são as peças da Cerâmica da Serra da Capivara.

Arte rupestre registrada por Marco del Fiol* julho de 2008
Arte rupestre registrada por Marco del Fiol*

A cerâmica busca na arte rupestre presente nos paredões de pedra do Parque Nacional Serra da Capivara, no Piauí, inspiração para as peças produzidas por vários artesãos da região.

Animais e outros símbolos gravados pelos habitantes do local são reproduzidos em xícaras, jogos para chá, café, travessas, açucareiros, cumbucas e tantos outros apetrechos de mesa e também de quarto.

Pratos quadrados com arte rupestre, resultado exótico
Pratos quadrados com arte rupestre, resultado exótico a partir de R$ 25 cada***
5
Saleiros com vários desenhos e cores
Saleiros com vários desenhos e cores, R$ 14***

A pequena fábrica dá trabalho a mais de 32 artesãos na região. Fica no povoado do Barreirinho, no município Coronel José Dias.

Funciona desde agosto de 1993. De lá as peças são enviadas para qualquer lugar do Brasil.

O parque está localizado a sudeste do Piauí, distante 534 quilômetros de Teresina.

A região da Serra da Capivara abriga o mais antigo sítio arqueológico das Américas.

Travessa rasa oval forma tamanho médio, R$ 45****

As pinturas rupestres foram declaradas Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1991.

Criado pelo Decreto 83.548, de cinco de Junho de 1979, com 129.139 hectares de área, o Parque Nacional Serra da Capivara é centro das atenções dos arqueólogos e estudiosos do mundo inteiro.

Administrado pelo IBAMA, o parque possui pelo menos 500 sítios arqueológicos cadastrados e em estudo, cujos fósseis e objetos encontrados têm ajudado a esclarecer o povoamento das Américas.

Farinheira com com talheres extremamente bem embalada
Farinheira com com talheres extremamente bem embalada

Diversas urnas funerárias, ou enterramentos indígenas, foram encontradas nos sítios dos desfiladeiros da Capivara, com datações que chegam a 4,5 mil anos.

Xícaras de café**
Xícaras de café**
Animais foram bastante retratados nos paredões da Serra da Capivara, foto de Ambiental Turismo, agosto de 2011
Os animais da Serra da Capivara foram bastante retratados nos paredões de pedra, foto de Ambiental Turismo**
Saladeira redonda média
Saladeira redonda média***
Conjunto de chá
Conjunto de chá***

A lista completa dos preços de todas as peças da cerâmica está em link no final do post.

Regras para se comprar diretamente da cerâmica:

Moringa e copo, este com arte que possivelmente retrata um beijo
Moringa e copo, este com arte que possivelmente retrata um beijo, R$ 30***

* O prazo de entrega é em até 45 dias em qualquer parte do Brasil.

* Pagamentos à vista. No fechamento  do pedido o comprador deve efetuar o deposito em nome da Cerâmica Artesanal  Serra da Capivara Ltda.

* Durante a negociação, o consumidor será informado do número da conta corrente no Banco do Brasil.

* Frete por conta do cliente.

A cerâmica trabalha com as transportadoras Rapidão Cometa e Braspress.

Tabela de preços Cerâmica Serra da Capivara, março de 2016

Serra da Capivara, Arquivo CCom, Fotos Públicas****, 12 de abril de 2014
Serra da Capivara, Arquivo CCom, Fotos Públicas*****

Para saber mais:

 *

Cerâmica Serra da Capivara;

Pinturas rupestres da Serra da Capivara, site da Fundação Museu do Homem Americano.

Parque Nacional Serra da Capivara, site do ICMBio (informações e como chegar)

Informações originalmente publicadas no blog parceiro vale mais atualizadas hoje.

» Cozinha Brilhante não se responsabiliza por alterações de preços e ausência de produtos nas lojas e sites, lojas e sites, assim como por links inexistentes ou inválidos. Fotos de Cozinha Brilhante;
Fotos com Licença Creative Commons: *julho de 2008; **agosto de 2011 ***Gilvonete Paes da Mata, responsável pelas vendas online da cerâmica; ****imagem do site da cerâmica; *****12 de abril de 2014.
Anúncios

Café impecável com sofisticado moedor de grãos Tramontina

Um café com aroma e sabor impecáveis é bebida dos deuses. E dos brasileiros!

Café no estilo turco, Jorge Cancela*

Preferência nacional (só perde para a água mineral), feito em casa ganha nota mais alta. Por isso mesmo a Tramontina lançou um moedor express em parceria com a empresa australiana Breville.

Stephanie toma cappucino, por Vladimer Shioshvili, novembro de 2006
Stephanie toma cappucino, por Vladimer Shioshvili**

O eletroportátil é sofisticado:  oferece 60 configurações diferentes de moagem: pó mais fino para a bebida tipo expresso ao mais grosso para cafeteiras tipo prensa (francesa).

Moedor de café Tramontina by Breville, equipamento sofisticado para quem não abre mão de um cafezinho impecável feito em casa
Moedor de café Tramontina by Breville, equipamento sofisticado para quem não abre mão de um cafezinho impecável feito em casa

Tem corpo em aço inox escovado e tela em LCD com retro-iluminação que exibe número de doses ou xícaras, configuração do tipo de moagem e tempo atual de moagem. Permite a moagem sem o uso das mãos.

O pó sai em um coletor para que não haja contato com as mãos
O pó sai em um coletor para que não haja contato com as mãos

O funil para grãos tem capacidade de 450g. O equipamento tem limitador de dosagem, ou seja, seu dosador fornece sempre a quantidade precisa para a quantidade desejada.

Também tem ajuste manual e programável de dosagem e as brocas moedoras são cônicas.

Hora do cafezinho com KitchenAid

Como praticidade é tudo na cozinha, a limpeza é rápida e fácil com a bandeja removível.

Café com açúcar em foto de Jon, janeiro de 2012
Café com açúcar em foto de Jon***

Pode ser comprado nas versões 110v ou 220v. Pode e deve tranquilamente ser colocado em um balcão, pois seu design é moderno e atrai olhares.

Alguns cuidados devem ser observados para segurança do usuário e boa manutenção:

  • Não use o aparelho continuamente por mais de 2 minutos. Pode causar superaquecimento. Deixe-o esfriar por 20 minutos após funcionar por períodos longos.
Desconstruído... O equipamento vem com um pincel limpador
Desconstruído… O equipamento vem com um pincel limpador
  • Não o use para outros grãos.
  • Não use café pré-moído no funil para grãos.
  • O aparelho não mói alimentos úmidos ou extremamente duros, nem produz pastas de frutas, sementes ou ervas, como curry ou creme de amendoim.

FYI – O consumo de café por pessoa em 2015 foi de 4,90 quilos por ano de café torrado e moído (6,12 kg de café verde em grão), o equivalente a 81 litros/habitante/ano, segundo a ABIC, Associação Brasileira da Indústria de Café.

Onde comprar o Moedor Express Tramontina by Breville:

AmericanasExtraLojas ColomboSubmarino

» Cozinha Brilhante não se responsabiliza por
alterações de preços e ausência de produtos nas
lojas e sites, assim como por links inexistentes
ou inválidos. Preços pesquisados em 28 de março de
2016 não incluem frete. Fotos com Licença Creative
Commons: *abril de 2012, **novembro de 2006,
***janeiro de 2012.

PASSO A PASSO – Ravioli di zucca e salvia

Um bom passo a passo é fundamental para a gente poder se dar bem na elaboração de um prato que nunca fizemos.

Surfando em bons blogs, esta receita de ravióli de abóbora e sálvia do Le Brugnoli está um primor e saltou aos olhos!

Ravióli de abóbora e sálvia, ou zucca e salvia, do blog Le Brugnoli

Delícia de fazer e o resultado final, esse aí da foto, é de dar fome.

Le Brugnoli

Eaaeeeeee galera, tudo bem?
Hoje tenho uma receita nova pra vocês! Sim, ela é um pouquinho mais trabalhosa, mas você vai curtir! hahaha

Ingredientes:
Para a massa:
5 ovos
500g de farinha de trigo
Dois punhados de espinafre
Sal a gosto

Para o recheio:
1kg de abóbora picada em cubinhos
50ml de azeite
100g de queijo parmesão ralado
1 colher (chá) de sementes de erva doce
Sal e pimenta do reino a gosto

Para o molho:
100g de manteiga
15 folhas pequenas de sálvia

Modo de preparo:

Aqui vamos fazer duas massas, uma normal e outra com espinafre. O procedimento é o mesmo, com exceção de que você vai precisar bater no liquidificador o espinafre com os ovos, o resto é a mesma coisa! 🙂
Você pode ver passo-a-passo o modo de preparo clicando aqui.
Utilize 2 ovos para a massa com espinafre e 3 para a normal, lembrando…

Ver o post original 542 mais palavras

COMER COM OS OLHOS – Cozinha Brilhante estreia coluna sobre filmes

Histórias de gastronomia bem contadas no cinema são tema para a coluna que Cozinha Brilhante estreia hoje: COMER COM OS OLHOS.

A chef Babette em cena do filme icônico “A Festa de Babette”

Ronaldo Victoria, jornalista há mais de 30 anos, é quem vai discorrer aqui no blog sobre filmes que ele viu. A primeira coluna aborda “A Festa de Babette”, filme lançado em 1987 que se tornou icônico ao mostrar o passo a passo de um banquete em um vilarejo na Dinamarca do século 19.

Ronaldo entende do riscado: é dono do blog especializado Cinema e Vida, onde comenta produções desde os pioneiros do cinema, Irmãos Lumière, até lançamentos recentes.

Aqui, o jornalista vai comentar produções marcantes que destacam o poder da gastronomia: de histórias fictícias a documentários. “Tenho certeza que será um desafio estimulante, e sem trocadilhos, muito saboroso”, brinca.

“A Festa de Babette”:

Pra começar, uma olhadela neste trailer com cenas dos pratos:

Sinopse: A ação se passa no final do século 19, quando Babette, uma cozinheira francesa, chega à Dinamarca fugindo da repressão à Comuna de Paris. Numa pequena aldeia, ela pede emprego na casa de duas idosas solteiras, filhas de um rígido pastor luterano.

Até que chega a notícia que Babette ganhou um prêmio na loteria da França. Em vez de aproveitar o dinheiro, ela toma uma atitude inusitada: faz um banquete para as velhas e seu amigos.

O banquete do filme "A Festa de Babette"
O banquete do filme “A Festa de Babette”

O que fala sobre gastronomia: O premiadíssimo filme, que ganhou o Oscar de filme estrangeiro em 1987, mostra a gastronomia como arte.

E, com base no famoso livro de mesmo nome de Blixen, a destaca como uma arte que libera os sentidos e atua contra a repressão. Afinal, Babette mexe com o cotidiano cinzento daqueles idosos que viviam comendo apenas para sobreviver, e pratos sem a menor graça.

Veja o trailer original com legendas em inglês:

Babette trouxe um toque de festa, como diz o título original, tanto que as irmãs no começo ficam divididas em aceitar a proposta dele. Afinal, o pastor luterano, rígido até o limite, achava que nada era para dar prazer. E a cozinheira faz exatamente o contrário no encontro que marca os 100 anos do religioso.

O filme foi grande sucesso e eram comum os comentários de que não deveria ser visto em jejum. Isso porque as cenas que mostram o preparo dos alimentos são de incrível beleza. Um banquete sensorial.

Minha cotação:

  • Filme 🍳🍳🍳🍳
  • Pratos 🍳🍳🍳🍳🍳
  • Facilidade em fazer os pratos 🍳🍳 (não é para amador, só mesmo profissionais dão conta).
DVD à venda na Livraria Cultura

“A Festa de Babette”

Título original: Babette’s Feast. Dinamarca. Colorido.

Direção: Gabriel Axel.

Roteiro: Axel, com base em livro de Karen Blixen.

Elenco: Stephane Audran, Birgitte Federspiel, Bodji Kjer, Jean-Phillipe Lafont, Bibi Andersson.

Duração: 102 minutos. Gênero: drama.

O DVD “A Festa de Babette” está disponível na Livraria Cultura, aqui.

LANÇAMENTO – Black & Decker se liga na chaleira elétrica

Fazer chá sem fogão ou microondas deixou de ser mistério. As chaleiras elétricas foram uma grande invenção da modernidade que chegaram pra ficar.

A Black & Decker lança a sua versão, a Chaleira Elétrica KX, que vem na apaixonante cor vermelha metálica e potência de 1.250 watts.

Chaleira elétrica Black & Decker KX, a partir de R$ em vários sites
Chaleira elétrica Black & Decker KX, a partir de R$ em vários sites

Com capacidade para 1,8 litro, ela tem uma base para o aquecimento, porta-fio para facilitar o armazenamento do produto, tampa com trava de segurança e sistema abre fácil, que funciona com um simples toque.

O lançamento vem com visor do nível de água e lâmpada piloto para mostrar se está ligada. Seu sistema inteligente desliga automaticamente quando a água atinge a temperatura ideal.

Craig Sunter, dezembro de 2014, licença Creative Commons

Em geral as chaleiras elétricas esquentam água em apenas quatro minutos. O lançamento da Black & Decker pode ser encontrado nas versões 110v e 220v _atenção na hora da compra online!

A chaleira elétrica é indicada não só para o chá de antes de dormir. Mas também para esquentar água para sopas instantâneas, preparar e esquentar mamadeiras ou encher bolsa de água quente para aquela compressa na coluna tensa. Tudo isso sem precisar ir para a pia depois.

Aleksander Markin, janeiro de 2014, Licença Creative Commons

Para quem não sabe, a Stanley Black & Decker está presente no Brasil com fábrica em Uberaba (MG). Seus produtos são encontrados em todo o país.

A marca conta com uma linha completa de eletrodomésticos: ferros de passar, aspiradores, liquidificadores, batedeiras, mixers, sanduicheiras, grills, fornos, cafeteiras, panelas elétricas, secadores, balanças, umidificadores, entre outros.

Embora a Chaleira Elétrica KX tenha a sugestão de preço de venda de R$ 199, já pode ser encontrada para compras online a partir de R$ 179,90.

Onde comprar a Chaleira Elétrica Black & Decker KX:

Extra –  HavanMagazine Luiza – Walmart

» Cozinha Brilhante não se responsabiliza por
alterações de preços e ausência de produtos nas
lojas e sites, assim como por links inexistentes
ou inválidos. Preços pesquisados em 22 de março
de 2016 não incluem frete.

MIL FOLHAS – Cozinha Brilhante estreia coluna sobre livros

As delícias da cozinha presentes nos livros são tema para uma coluna aqui no blog Cozinha Brilhante.

Quem vai dar conta do recado é Frank Ferreira. Paulistano, editor e tradutor há uns 20 anos, é também cineclubista desde 1982 e comilão desde sempre _como ele mesmo se apresenta.

Frank começa com “O Cinema Vai à Mesa – Histórias e Receitas”:

O Cinema Vai à Mesa - Histórias e Receitas, livro de Rubens Ewald Filho e Nilu Lebert, da Melhoramentos
O Cinema Vai à Mesa – Histórias e Receitas, livro de Rubens Ewald Filho e Nilu Lebert, da Melhoramentos

O cinema é conhecido como forma de arte audiovisual — assim como o teatro faz parte das artes cênicas, a pintura e a escultura das artes plásticas etc — porque impressionaria especialmente os sentidos da audição e da visão.

Alguns chegaram a propor que a expressão “arte cinematográfica” fosse substituída por “arte audiovisualista”.

Acontece que a celebrada impressão de realidade que o cinema transmite aos espectadores é tão poderosa que consegue repercutir sobre os outros três sentidos humanos e provocar reações relacionadas a outras sensações.

É clássica a experiência de comportamento em que a mensagem subliminar “Eat popcorn” (“Coma pipoca”) inserida entre os fotogramas de um filme resultou numa corrida ao pipoqueiro ao fim da projeção.

Para nossa felicidade, há diretores e roteiristas que conseguiram criar e realizar filmes em que os atos de cozinhar, comer e beber prazerosamente, mais do que simples registros cinematográficos de ambientes e gestos casuais, são o centro em torno do qual a narrativa evolui.

Os mais bem-sucedidos criaram obras inesquecíveis. Por outro lado, nossa memória afetiva pode guardar para sempre cenas talvez dispensáveis em filmes famosos por outras razões, como quando Jack Lemmon usou uma raquete de tênis para escorrer espaguetes, em “Se Meu Apartamento Falasse” (“The apartment”, Billy Wilder, 1960), comédia romântica bem ao gosto da época.

No livro “O Cinema Vai à Mesa – Histórias e Receitas”, Rubens Ewald Filho e Nilu Lebert reuniram 25 filmes “gastronômicos”, outros tantos diretores, seis dezenas de receitas de pratos e bebidas extraídos desses filmes e preparadas por 21 renomados e renomadas chefs.

Receita de moqueca presente no brasileiríssimo "Dona Flor e Seus Dois Maridos"
Receita de moqueca presente no brasileiríssimo “Dona Flor e Seus Dois Maridos”

Ewald Filho é um dos mais importantes escritores sobre cinema no Brasil. A jornalista Lebert, entre outras atividades, especializou-se em publicações na área da gastronomia e da culinária.

Além das receitas bem detalhadas e com sugestões de harmonização com bebidas, os textos incluem a ficha técnica e a sinopse dos filmes, muitos dados sobre sua produção e muitas informações sobre diretores, diretoras, atores, atrizes e ingredientes.

A edição em capa dura é primorosa, muito bem diagramada e com belíssimas fotos de pratos de Helena de Castro.

Dentre os filmes, minha seleção vai para “Dona Flor e Seus Dois Maridos” (Bruno Barreto, 1976), “A Festa de Babette” (“Babettes Gaestebud”, Gabriel Axel, 1987), “O Jantar” (“La cena”, Ettore Scola, 1998), “O Tempero da Vida” (“A touch of spice/Politiki Kouzina”, Tassos Boulmetis, 2003) e “Maria Antonieta” (“Marie Antoinette”, Sofia Coppola, 2006).

A seleção de Ewald Filho pode não agradar a todos e a todas: gosto não se discute, filma-se. E como o livro é de 2007, ainda não tinham sido lançados outros filmes que se envolvem com a culinária e a gastronomia, como “Estômago” (Marcos Jorge, 2007), “Julia & Julie” (“Julia & Julie”, Norah Ephron, 2009) e “Pegando Fogo” (“Burnt”, John Wells, 2015), por exemplo.

» O blog Cozinha Brilhante não se responsabiliza por alteração de preços,
links, ausência de livros nas livrarias e sites. Preços de 16 de março de 2016.

Hora do cafezinho com KitchenAid

Conhecida por seus eletrodomésticos e eletroportáteis potentes e com design caprichado, a KitchenAid bota banca na cozinha com mais duas novidades quentes: cafezinho feito na hora.

A grife premium de eletrodomésticos oferece seu café com dois novos lançamentos: uma cafeteira elétrica que prepara a bebida preferida dos brasileiros de forma tradicional _pingado ou coado_ e uma cafeteira de pressão, também conhecida como prensa francesa ou ainda cafeteira de êmbolo.

Estudos da empresa apontam uma tendência crescente na intensão de compra de equipamentos utilizados para fazer café, sendo a cafeteira elétrica tradicional o produto de maior referência entre os consumidores.

Segundo Renata Herz, gerente da empresa no Brasil, “pesquisas indicaram que o  consumidor brasileiro consome mais café e produtos relacionados a ele”.

Pudera. O Brasil, como se sabe, é o maior produtor de café do mundo além de apresentar uma posição importante no ranking dos países que mais consomem o grão, ocupando o 7º lugar.

Confira os lançamentos da KitchenAid:

Cafeteira elétrica programável da KitchenAid
Cafeteira elétrica programável da KitchenAid, aqui

Cafeteira Automática – ideal para o preparo de um café tradicional e de sabor balanceado, adaptado às necessidades e gosto do usuário, de forma fácil e rápida.

Principais Benefícios:

  • Com sua Função Programar é possível agendar previamente o horário de preparo do café, programando-o com até 24 de antecedência. Desta forma, o café será automaticamente preparado na hora desejada.
  • Possui controle de intensidade com o qual é possível selecionar o preparo de um café com sabor normal/médio ou forte/robusto.
  • Função Pausa permite retirar a jarra da cafeteira e servir antes que o preparo completo seja finalizado. Uma válvula especial sela a saída de café e impede que caiam gotas por 30 segundos
  • Função 1 a 4 xícaras, para preparo de menores quantidades
  • Jarra para 1,9L, que corresponde a até 36 xícaras de café
  • Mantem o café aquecido por até 2h
  • Display digital em LED com relógio
  • Filtro de água de carvão
  • Filtro metálico permanente Gold Tone (Pode ser substituído por filtro de papel descartável)
  • Tampa serve fácil
  • Tanque removível
  • Preço sugerido: R$ 799,00
Cafeteira de pressão da KitchenAid, na Americanas, aqui, e no Shoptime, aqui

Cafeteira Francesa de Precisão – produz um café puro, forte e intenso, com corpo completo e sabor que dura mais. A prensa francesa é o método mais rápido e fácil de preparo de café. Neste processo usa-se o café naturalmente e grosseiramente moído, com grãos mais espessos.

Principais benefícios:

  • Com design patenteado, a Cafeteira Francesa de Precisão KitchenAid é a única com balança e cronômetro integrados. Processo tradicional de prensa francesa, mas com a garantia de proporção adequada de água e tempo correto de imersão do café. O uso das funções integradas em conjunto com as chaleiras KitchenAid (para aquecimento da água) ajudam a obter melhor resultado na preparação da xícara perfeita.
  • Seu design e construção em aço inoxidável com parede dupla garantem melhor retenção de calor, o que preserva a qualidade, resultando em um café com sabor, temperatura e qualidade perfeitas  por mais tempo.
  • Capacidade de 740ml, que corresponde a 15 xícaras de café.
  • Funciona à pilha. A balança e o timer funcionam com duas pilhas AAA (inclusas).
  • Alça Confortável
  • Filtro de malha metálica incluso
  • Preço sugerido: R$ 599,00

Há 95 anos KitchenAid é sinônimo de inovação e performance na cozinha. Nascida nos EUA em 1919 e adquirida pela Whirlpool em 1986, a marca surgiu de um entusiasmado comentário de uma de suas primeiras usuárias que, ao testar a Stand Mixer, primeira batedeira de movimento planetário para uso doméstico, declarou que o produto era a melhor ajuda na cozinha que já havia tido – daí o nome KitchenAid.

Cafeteira elétrica automática da KitchenAidChegou ao Brasil em 2008 e está presente em mais de 230 pontos de venda. A KitchenAid é mundialmente reconhecida por ser a marca preferida de chefs de cozinha e amantes da culinária, transformando as experiências gastronômicas em momentos excepcionais.

Nesta semana as cafeteiras têm desconto de 10% no site da empresa em comemoração à Semana do Consumidor.

Onde comprar produtos KitchenAid:

Americanas – Fast Shop – Loja Kitchenaid –

 Kitchenaid – Amo KitchenAid

Facebook – Instagram: @kitchenaidbrasil

Atendimento ao cliente KitchenAid: 4004 1759 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 722 1759 (demais localidades), das 7h30 às 22 horas.

Todo apoio ao livro de receitas

Livro de receitas pede ser lido, relido, visto e revisto uma montanha de vezes na hora de fazer aquele prato cheio de detalhes e ingredientes. Pois um bom apoio para seu caderno de anotações escrito ou comprado  📖  é a melhor solução.

Apoio que cumpra seu papel e até faça bonito, certo?

Suporte para livro da Fancy Goods, R$ 59,90

Suporte para livro da Fancy Goods

Tranquilo: há algumas opções em lojas e em sites. A Fancy Goods, com duas unidades no bairro da Liberdade, centro de São Paulo, tem um suporte para livro de receitas em metal que diz tudo _em inglês… Tudo bem, a gente entende mesmo sem tradução.

Suporte para livro Le Chef, da Casa Di Seno, R$ 75,50
Suporte para livro Le Chef, da Casa Di Seno, dica de presente para a metade da laranja

Para uma boa compra online, na Casa de Seno tem uma versão que é a cara do chef, toda em metal retorcido. Com direito a chapéu e bigode.

Pois tem suporte para o livro de receitas não só em metal torcido ou pintado. Tem também de plástico ou resina. E em várias versões, mais chiques ou simples.

Se você não quer gastar tanto assim, uma boa opção é apostar em um suporte mais genérico, que apóia também a sua leitura diária 📚.

Suporte à venda na Maria Fouet, R$ 125
Suporte à venda na Maria Fouet

Em geral são de madeira MDF e podem ser encontrados pintados em várias cores. Ou até com o símbolo da calçada de Copacabana.

Suporte da Yes, R$ 19,90 na Saraiva
Suporte da Yes, na Saraiva

A escolha é sua e no Mercado Livre tem vários vendedores com muitas opções.

E, claro, não poderia faltar, tem apoio para livro de plástico _a da marca Yes é fácil de encontrar e Kensington, também.

Suporte para livros e tablet, com um cordão que segura o livro aberto, R$ 24,90 no Pedtec, Mercado Livre
Suporte para livros e tablet, com um cordão que segura o livro aberto, no Pedtec, Mercado Livre

E se você pensa que já viu tudo, olha só o suporte da Joseph-Joseph, marca importada cheia de design.

O objeto é dobrável, quase parece um livro de pástico e pode apoiar não só livro de papel, mas tablet também. Uau! R$ 250,87 à vista na Fast Shop.

Onde comprar suporte para livro de receitas

Suporte da Kensington, R$ 27,90 na Saraiva
Suporte da Kensington, R$ 27,90 na Saraiva

Online

Casa di Seno, neste link aqui – CRIS_RF_JAU, Mercado Livre,  neste link aqui

Pedtec, Mercado Livre, neste link aqui – Fast Shop, neste link aqui

Suporte para livros em MDF, coloridos, R$ 22 com o vendedor CRIS_RF_JAU, Mercado Livre
Suporte para livros em MDF, coloridos, com o vendedor CRIS_RF_JAU, Mercado Livre

Maria Fouet, neste link aqui – Mercado Livre, vários vendedores, neste link aqui

Saraiva, neste link aqui e  neste link aqui

Loja Física

Fancy Goods – rua Galvão Bueno, 224, fone (11) 3277-7267; rua Galvão Bueno, 17/19 loja 18, Liberdade, São Paulo.

Publicado originalmente no blog parceiro vale mais.

 

Segredos de liquidificador: Electrolux lança 2 modelos de 550 watts

Dois novos liquidificadores com alta potência chegam ao mercado. Com 550 watts, eles são da Electrolux e  chegam com preços atraentes.

Lançamento da Electrolux BBR50, com 3 velocidades e potência de 550 watts, preço sugerido R$ 119,90
Lançamento da Electrolux BBR50, com 3 velocidades e potência de 550 watts, preço sugerido: R$ 119,90

Batizados de BBR40 e BBR50, eles vêm com lâminas integradas de aço inoxidável e foram desenvolvidas para se manterem afiadas por mais tempo _a empresa não especifica com detalhes essa durabilidade.

São indicados para preparar sucos, vitaminas e triturar gelo. Também preparam massas.

Modelo BBR40 tem 2 níveis de velocidade mais pulsar e triturar gelo
Modelo BBR40 tem 2 níveis de velocidade mais pulsar e triturar gelo

O modelo BBR40 é mais simples e tem duas velocidades, enquanto que o outro, três velocidades.

Ambos com função pulsar+gelo. Chegam nas lojas preços próximos de R$ 99,90 e R$ 119,90, respectivamente.

Com estes lançamentos a Electrolux fica com uma coleção de seis modelos.

“Assim a empresa atende todos os tipos de consumidores com produtos fáceis de usar e de alta qualidade, adicionando sabor ao dia a dia”, afirma Flamarion Pirtouscheg, gerente de categoria da Electrolux.

Os novos liquidificadores possuem jarra de grande capacidade. O BBR40 possui jarra PP translúcido, muito resistente a quedas.

Preço sugerido desta versão R$ 99,90
Preço sugerido desta versão: R$ 99,90

O BBR50 possui jarra de plástico San Cristal, transparente e resistente, além de filtro de sucos, acessório que separa as sementes da bebida proporcionando um melhor preparo das receitas.

Os dois contêm base antiderrapante, essencial para fixar a base do produto até mesmo nas superfícies mais lisas e evitar acidentes.

Mais um local para enrolar o cabo elétrico, o que torna cômodo e prático na bora de guardar o eletrodoméstico no armário _ou sobre uma bela e organizada bancada.

Onde comprar os liquidificadores Electrolux:

Electrolux

 

BRASIL BRASILEIRO – Ingredientes regionais ocupam espaço no Mercado de Pinheiros, em SP

São Paulo acaba de ganhar um espaço especial para ingredientes gastronômicos nunca vistos antes na história desta cidade.
Farinha de piracuí, polpa de taperebá e carne de ovelhas crioulas, por exemplo, estarão à venda em cinco novos boxes do tradicional mercado municipal de Pinheiros, zona oeste da capital da gastronomia, como dizem alguns roteiros especializados.
Os novos boxes inaugurados dia 1º de março fazem parte da revitalização do mercado e do programa de Fortalecimento da Diversidade Gastronômica na Cidade de São Paulo, que tem como objetivo a promoção de ingredientes da cozinha brasileira, valorizando a segurança alimentar e nutricional.
Os boxes são muito bem organizados para facilitar a escolha do consumidor
Os boxes são muito bem organizados para facilitar a escolha do consumidor
Neste projeto participam a prefeitura e o Instituto Atá, liderado pelo chef Alex Atala. Também são parceiros o Instituto Socioambiental, Instituto Auá, Central do Cerrado, Grupo Quintana e Mocotó Café.

As entidades formam um coletivo com o objetivo de desenvolver projetos com comunidades de várias regiões do país para valorizar ingredientes nativos. No mercado, os novos boxes trazem produtos da Amazônia, Mata Atlântica, Pampas, Cerrado e Caatinga.

O objetivo é facilitar o caminho para que os produtos estejam disponíveis com preço justo e respeitando as peculiaridades de cada região.

Os boxes têm identificação para indicar de que região vêm os produtos
Os boxes têm identificação para indicar de que região vêm os produtos

Frutas, castanhas, polpas, óleos, farinhas, especiarias, temperos e artesanato já estão à venda. Outros produtos estão para chegar.

“Queremos que o Mercado Municipal de Pinheiros se torne uma embaixada do ingrediente brasileiro”, diz Atala. A inauguração foi liderada pelo prefeito Fernando Haddad mais o premiado chef.

O espaço da área comum poderá ser utilizado para cursos, demonstrações e degustações, além de pocket shows, teatro, intervenção de artistas plásticos e designers.

“Chegamos para unir forças com os comerciantes que estão lá desde a fundação do espaço e que já são em si uma grande atração para o público gastronômico da região”, explica o chef Rodrigo Oliveira, do Mocotó Café, que já funciona desde janeiro.

A lista abaixo dá para sentir um pouco dos sabores do Brasil que agora estarão ao alcance de quem for ao mercado:

O projeto fala das importâncias de conservação da natureza e do elo com a cozinha
O projeto fala das importâncias de conservação da natureza e do elo com a cozinha

Amazônia – Mata Atlântica (Instituto ATÁ)

  • Tucupi
  • Molho de tucupi preto
  • Maniva precozida
  • Mini-arroz do Vale do Paraíba
  • Farinha piracuí
  • Farinha de milho biju
  • Cachaça de jambu
  • Cumaru
  • Açúcar aromatizado com cumaru
  • Aviú
  • Queijo marajoara
  • Doce de cupuaçu
  • Farinha d’água
  • Feijão manteiguinha
  • Geleia de jambu
  • Geleia de priprioca
  • Polpa de bacuri
  • Polpa de murici
  • Polpa de taperebá

Amazônia (Instituto Socioambiental)

  • Pimenta baniwa
  • Mel dos Índios do Xingu
  • Castanha do Pará
  • Farinha de mesocarpo de babaçu
  • Farinha de mandioca
  • Banana chips
  • Taiada
  • Rapadura
  • Óleo de Pequi
  • Pimenta do Xingu (ainda não disponível)
  • Azeite de castanha (ainda não disponível)
  • Óleo de babaçu (ainda não disponível)
  • Cerâmica Baniwa
  • Cerâmica Yudja
  • Cerâmica Wauja
Mata Atlântica (Instituto Auá)
  • Cachaça curtida com cambuci (alto da Serra do Mar de São Paulo)
  • Xarope de cambuci, excelente expectorante
  • Licores de grumixama, araçá, cambuçá, pitanga e outras frutas nativas produzidos em Parelheiros, São Paulo
  • Paleta de uvaia artesanal (marca Empório Mata Atlântica)
  • Geleias de cambuci, uvaia, juçara e outras frutas nativas de diversos produtores da Serra do Mar Paulista
  • Antepastos, molhos e chutney à base de Cambuci
  • Granola com juçara, exclusiva de São Luiz de Paraitinga
  • Mudas de cambuci, grumixama e araçá
  • Cambuci congelado da Rota do Cambuci
Muita madeira no visual dos novos espaços ocupados por ingredientes bem brasileiros no Mercado Municipal de Pinheiros
Muita madeira no visual dos novos espaços ocupados por ingredientes bem brasileiros no Mercado Municipal de Pinheiros
Cerrado – Caatinga (Central do Cerrado)
  • Óleos de babaçu, pequi e macaúba
  • Farinhas de jatobá, babaçu e buriti
  • Castanhas como a de baru e pequi
  • Geleias, licores, doces e polpas de frutas nativas
  • Artesanatos de Capim Dourado
  • Tecelagens com pigmentos naturais e outros produtos associados ao modo de vida dos agroextrativistas
  • Produtos das Mulheres Quebradeiras de Coco de Babaçu
Alex Atala, chef premiado e um dos líderes do projeto
Alex Atala, chef premiado e um dos líderes do projeto

Pampas (Marcos Livi – Quintana)

  • Mel branco de Cambará do Sul
  • Pimentas de Turuçu
  • Charque de gado de Santana do Livramento
  • Charque de cordeiro feito pelo chef Márcio Avilla, de Pelotas
  • Artesanato em nó de pinho, lascas de araucária, lã de ovelha
  • Carne de ovelhas crioulas do Projeto Monã
  • Sucos de frutas nativas, como butiá
  • Arroz cachinho, de Sentinela do Sul, uma semente quase crioula, esquecida por 100 anos e agora novamente sendo resgatada e gerando uma nova fonte de renda a uma associação de 23 produtores – disponível a partir de maio próximo.

Caatinga (Mocotó)

  • Manteiga de garrafa
  • Pimentas
  • Farinhas
  • Cachaça
  • Rapadura
  • Tapioca
  • Pratos típicos nordestinos
Links:
Mercado Municipal de Pinheiros:
Rua Pedro Cristi, 89, Pinheiros, zona oeste de São Paulo, (11) 3518-9096. Aberto de segunda a sábado das 8h às 18h.
Fotos Heloisa Ballarini, Secretaria de Comunicação da Prefeitura de São Paulo e Instituto Auá.