COMER COM OS OLHOS – Cozinhar para transformar e amar

Ronaldo Victoria

“Como Água para Chocolate” conta a história de Tita, a mais nova de três irmãs, que nasceu na cozinha do rancho de sua família quando sua mãe está cortando cebolas.

Seu pai morre logo em seguida de um ataque cardíaco fulminante ao desconfiar da paternidade da criança.

A partir daí a vida de Tita se divide entre o amor pela cozinha e a dedicação forçada à mãe.

O amor pela culinária define a vida de uma pessoa?

No caso de Tita (Lumi Cavazos), com certeza. A protagonista deste belo filme mostra que ficar entre panelas e temperos, mais que um refúgio, é uma forma de se comunicar com o mundo.

Os personagens Tita de la Garza e Pedro Muzquiz em cena de amor

E com o amor, principalmente.

Tudo porque ela é impedida de se casar com seu grande amor, Pedro (Marco Leonardi, o menino de “Cinema Paradiso”), por conta de uma antiga tradição mexicana que reza: a filha caçula não pode se casar enquanto a mãe estiver viva.

Também apaixonado, Pedro aceita se casar com a irmã mais velha, que é tão ranzinza quanto a mãe. Apenas para poder ficar perto da amada.

Tita chora, e até usa as lágrimas para temperar os pratos que faz para seu amor.

Delicadeza no filme de Alfonso Arau
Delicadeza no filme de Alfonso Arau

Ela tem uma ligação tão forte com a cozinha, aprendida desde menina com a empregada Nacha, que nem reclama de chorar ao cortar cebolas. “Só fica difícil não poder parar”, diz.

A trama mostra em vários momentos os pratos especiais que a moça prepara como um pimentão recheado com romã ou uma codorna com rosas.

Prato servido no filme Como Água para Chocolate
Prato servido no filme Como Água para Chocolate

Todos têm um toque afrodisíaco, para despertar a paixão em um ambiente em que a repressão é quem comanda a receita. Neste sentido, “Como Água para Chocolate” é como uma versão latino-americana de “A Festa de Babette”, filme que abriu esta coluna.

Nos dois casos, há uma mulher que usa seu talento culinário para transformar um lugar ou uma situação. Ambos belíssimos.

Outro ponto em comum: os dois são baseados em livros de mulheres. “Como Água para Chocolate” é baseado  na obra de Laura Esquivel, enquanto “Babette” foi inspirado num livro de Karen Blixen.

  • Filme 🍳🍳🍳🍳
  • Pratos 🍳🍳🍳🍳🍳
  • Facilidade em fazer os pratos 🍳🍳🍳
DVD à venda na 2001 Video, R$ 39,90, aqui
DVD na 2001 Video, R$ 39,90

“Como Água para Chocolate”
Título original: Como Agua para Chocolate
México, 1992
Direção e roteiro: Alfonso Arau
Elenco: Lumi Cavazos, Marco Leonardi, Regina Torné, Mario Iván Martínez, Claudette Maillé
Duração: 123 minutos. Gênero: romance.

O DVD “Como Água para Chocolate” está esgotado na maioria dos sites mas está disponível na 2001 Video por R$ 39,90, aqui.

Receita de Codorna ao molho de rosas

Codorna ao molho de rosas, prato que faz parte do enredo

Ingredientes

  • 6 codornas limpas e evisceradas (de preferência que sejam depenadas a seco)
  • 12 rosas vermelhas
  • 12 castanhas portuguesas
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 2 colheres de sopa de fécula de milho
  • 2 gotas de essência de rosas
  • 2 colheres de sopa de anis estrelado
  • 2 colheres de sopa de mel
  • 2 dentes de alho bem picados
  • 3 copos de água
  • 1 flor de cacto (opcional) – pode ser a “flor de maio” (Schlumbergera truncata) sem os estames, use apenas as pétalas.
  • Sal
  • Pimenta do reino moída na hora.

COMER COM OS OLHOS – Cozinha Brilhante estreia coluna sobre filmes

Preparo

1. Tempere as codornas com o sal e pimenta à gosto, e amarre-lhes as pernas.
2. Frite as codornas temperadas com metade da manteiga até dourarem levemente.
3. Em um pilão, moa as pétalas de rosas e o anis estrelado.
4. Cozinhe as castanhas em água e sal e faça um purê.
5. Em uma panela sob fogo brando, doure o alho no restante da manteiga, acrescente o purê de castanhas, o mel, as pétalas de rosas moídas com anis, a flor de cacto, a água, sal e pimenta à gosto. Mexa até ficar homogêneo.
6. Junte na panela do molho as codornas e coloque a essência de rosas, cozinhando por 10 minutos sempre em fogo baixo.
7. Retire as codornas e deixe-as em local aquecido.
8. Passe o restante do molho por uma peneira, acrescente a fécula de milho para engrossar um pouco mais o caldo e desligue o fogo.
9. Em um prato, sirva as codornas regadas com o molho, e enfeitadas com pétalas de rosas.

➡ Ronaldo Victoria é jornalista e fundador e editor do blog Cinema e Vida, onde comenta produções desde os pioneiros do cinema, os Irmãos Lumière, até lançamentos recentes.

» Cozinha Brilhante não se responsabiliza por alterações de preços e links inexistentes ou alterados. Imagens da Miramax. Preço colhido em 6 de abril de 2016.
Anúncios

2 comentários em “COMER COM OS OLHOS – Cozinhar para transformar e amar

  1. Adoro o filme, o livro e amei a receita! Aproveito para deixar a dica do restaurante “Como água para chocolate”, em Santiago, no Chile, para quem for para aqueles lados. O lugar reproduz pratos e ambientes do livro e é uma experiência muito especial! Bjs!

    Curtido por 1 pessoa

Diga aí:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s