8 acessórios especiais e úteis para quem ama vinho

A ronda por por blogs continua. Hoje o assunto é para a gente curtir um acompanhamento.

Companhias para uma garrafa de vinho. Um post para ser degustado e celebrado. E as fotos estão bem explicadas!

Acessórios importantes para fechar a garrafa - foto do blog Eu Levo o Vinho
Acessórios importantes para fechar a garrafa – foto do blog Eu Levo Vinho

Saúde!

Portugal com Alma

Quando começamos a beber vinho, tudo o que precisamos é uma garrafa cheia deste líquido precioso, algo para abrí-la e um copo.  Ao longo do tempo é provável que nosso gosto pelo vinho fique mais sofisticado e com ele nossa necessidade de acessórios para desfrutá-lo. Alguns destes itens vão melhorar a experiência de beber vinho. Sim, ela pode realmente ficar melhor. Vamos por ordem de importância e utilidade.

1. Sacolinha apropriada para transportar vinho

Começando do princípio: tenha uma sacolinha específica para carregar suas garrafas de vinho. Você pode usar a sacolinha para levar vinho às festas com seus amigos ou ao nas compras de reabastecimento da adega. Pense bem, a maioria dos supermercados dá sacolas de papelão na compra de vinhos ou coloca umas redes de um material que obviamente representa um risco ao meio ambiente. Por favor, use sempre sua sacolinha, seja para 2, 4 ou 12 garrafas, que é super útil…

Ver o post original 897 mais palavras

Anúncios

10 passos para se alimentar de maneira saudável

Você sabe comer bem?

Em novembro de 2014, o governo federal lançou o Guia Alimentar para a População Brasileira _o título já é bem claro…

A publicação pode ser encontrada em sua totalidade em versão digital na Internet. Traz informações de como comer e preparar a refeição e sugestões para enfrentar os obstáculos do cotidiano e manter um padrão alimentar saudável. Entre os problemas abordados estão a falta de tempo e a inabilidade culinária.

Tomates******
Tomates******

Trata-se de um amplo estudo estudo para orientar os brasileiros a saber usar os alimentos de forma a combater a desnutrição. E também prevenir doenças que estão dando o que falar, como a obesidade, diabetes, câncer e até infarto.

Vamos ao que diz o guia lançado pelo Ministério da Saúde. As informações são para quem quer e gosta de se alimentar bem, assim como quem procura adotar hábitos saudáveis.

Sem idade. Sem distinção de classe social.

Dez passos para uma alimentação adequada e saudável

 

Peixe fresco***
Peixe fresco***

1 – Fazer de alimentos in natura ou minimamente processados a base da alimentação

Em grande variedade e predominantemente de origem vegetal, alimentos in natura ou minimamente processados são a base ideal para uma alimentação nutricionalmente balanceada, saborosa, culturalmente apropriada e promotora de um sistema alimentar socialmente e ambientalmente sustentável.

Vertemmnus, quadro de Giuseppe Arcimboldo que está no Castelo Skokloster, na Suécia
Vertemmnus, quadro de Giuseppe Arcimboldo que está no Castelo Skokloster, na Suécia

Variedade significa alimentos de todos os tipos – grãos, raízes, tubérculos, farinhas, legumes, verduras, frutas, castanhas, leite, ovos e carnes – e variedade dentro de cada tipo – feijão, arroz, milho, batata, mandioca, tomate, abóbora, laranja, banana, frango, peixes etc.

Sal, nunca em excesso****
Sal, nunca em excesso****

2 – Utilizar óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar alimentos e criar preparações culinárias

Utilizados com moderação em preparações culinárias com base em alimentos in natura ou minimamente processados, óleos, gorduras, sal e açúcar contribuem para diversificar e tornar mais saborosa a alimentação sem torná-la nutricionalmente desbalanceada.

3 – Limitar o consumo de alimentos processados

Os ingredientes e métodos usados na fabricação de alimentos processados – como conservas de legumes, compota de frutas, pães e queijos – alteram de modo desfavorável a composição nutricional dos alimentos dos quais derivam. Em pequenas quantidades, podem ser consumidos como ingredientes de preparações culinárias ou parte de refeições baseadas em alimentos in natura ou minimamente processados.

4 – Evitar o consumo de alimentos ultraprocessados

Devido a seus ingredientes, alimentos ultraprocessados – como biscoitos recheados, “salgadinhos de pacote”, refrigerantes e “macarrão instantâneo” – são nutricionalmente desbalanceados. Por conta de sua formulação e apresentação, tendem a ser consumidos em excesso e a substituir alimentos in natura ou minimamente processados. Suas formas de produção, distribuição, comercialização e consumo afetam de modo desfavorável a cultura, a vida social e o meio ambiente.

5 – Comer com regularidade e atenção, em ambientes apropriados e, sempre que possível, com companhia

Procure fazer suas refeições em horários semelhantes todos os dias e evite “beliscar” nos intervalos entre as refeições. Coma sempre devagar e desfrute o que está comendo, sem se envolver em outra atividade.

Procure comer em locais limpos, confortáveis e tranquilos e onde não haja estímulos para o consumo de quantidades ilimitadas de alimento.

Sempre que possível, coma em companhia, com familiares, amigos ou colegas de trabalho ou escola. A companhia nas refeições favorece o comer com regularidade e atenção, combina com ambientes apropriados e amplia o desfrute da alimentação. Compartilhe também as atividades domésticas que antecedem ou sucedem o consumo das refeições.

Frutas frescas são boa opção encontradas em mercados, como a Cobal do Humaitá, no Rio de Janeiro
Frutas frescas são boa opção encontradas em mercados, como a Cobal do Humaitá, no Rio de Janeiro

6 – Fazer compras em locais que ofertem variedades de alimentos in natura ou minimamente processados

Procure fazer compras de alimentos em mercados, feiras livres e feiras de produtores e outros locais que comercializam variedades de alimentos in natura ou minimamente processados. Prefira legumes, verduras e frutas da estação e cultivados localmente. Sempre que possível, adquira alimentos orgânicos e de base agroecológica, de preferência diretamente dos produtores.

7 – Desenvolver, exercitar e partilhar habilidades culinárias

Se você tem habilidades culinárias, procure desenvolvê-las e partilhá-las, principalmente com crianças e jovens, sem distinção de gênero.

Se você não tem habilidades culinárias – e isso vale para homens e mulheres –, procure adquiri-las. Para isso, converse com as pessoas que sabem cozinhar, peça receitas a familiares, amigos e colegas, leia livros, consulte a internet, eventualmente faça cursos e… comece a cozinhar!

8 – Planejar o uso do tempo para dar à alimentação o espaço que ela merece

Planeje as compras de alimentos, organize a despensa doméstica e defina com antecedência o cardápio da semana. Divida com os membros de sua família a responsabilidade por todas as atividades domésticas relacionadas ao preparo de refeições.

Faça da preparação de refeições e do ato de comer momentos privilegiados de convivência e prazer. Reavalie como você tem usado o seu tempo e identifique quais atividades poderiam ceder espaço para a alimentação.

Restaurantes a quilo com pratos saudáveis e frescos são boa opção
Restaurantes a quilo com pratos saudáveis e frescos são boa opção

9 – Dar preferência, quando fora de casa, a locais que servem refeições feitas na hora

No dia a dia, procure locais que servem refeições feitas na hora e a preço justo. Restaurantes de comida a quilo podem ser boas opções, assim como refeitórios que servem comida caseira em escolas ou no local de trabalho. Evite redes de fast food.

10 – Ser crítico quanto a informações, orientações e mensagens sobre alimentação veiculadas em propagandas comerciais

Lembre-se de que a função essencial da publicidade é aumentar a venda de produtos, e não informar ou, menos ainda, educar as pessoas.

Avalie com crítica o que você lê, vê e ouve sobre alimentação em propagandas comerciais e estimule outras pessoas, particularmente crianças e jovens, a fazerem o mesmo.

Post originalmente publicado no blog parceiro vale mais e adaptado para Cozinha Brilhante.

Cozinha Brilhante não se responsabiliza por informações incorretas e complementações posteriores promovidas pelo Ministério da Saúde. Fotos com Licença Creative Commons: *do Guia; **Nancy Regan, setembro de 2010; ***Breno Peck, agosto de 2006; **** Dennis Wilkinsonm, abril de 2012; *****Arbyreed, janeiro de 2013; ****** Bartosch Salmanski, junho de 2011.

COMER COM OS OLHOS, RECEITA – Do grão de bico se faz omelete

por Ronaldo Victoria

Uma das cenas mais marcantes do filme “A 100 Passsos de Um Sonho”, que abordei aqui recentemente na coluna COMER COM OS OLHOS, é aquela em que Madame Mallory, interpretada pela oscarizada Helen Mirren, experimenta a omelete preparada por indiano Hassan e tem como uma epifania ao ver que uma receita tradicional pode sim ser mudada.

Cena do filme que mostra a preparação de uma omelete
Cena do filme que mostra omelete sendo preparada

E melhorada.

Trago aqui a receita de omelete de grão de bico do blog Tempero Alternativo:

Ingredientes:

  • 1 ½ xícara de grão de bico cru
  • 1 colher de sopa de páprica doce
  • 3 colheres de sopa de óleo vegetal
  • ½ colher de chá de pimenta picada
  • ¾ de xícara de salsinha (ou coentro, como no filme)
  • 2 colheres de chá de sal
  • 1 cebola pequena
Grão de bico por Judith Doyle, abril de 2013
Grão de bico por Judith Doyle, abril de 2010*

Como fazer:

  1. Coloque o grão de bico de molho na água por no mínimo 10 horas para hidratar. Adicione bastante água porque os grãos vão dobrar de tamanho;
  2. Depois, escorra a água e coloque o grão de bico no liquidificador com 1 ½ xícara de água limpa, 3 colheres de sopa de óleo vegetal e sal. Triture tudo até ficar homogêneo;
  3. Transfira a massa para um recipiente e tempere. Adicione a páprica, a pimenta picada (se estiver usando), a salsinha (ou coentro) também picada, e a cebola, que pode ser picada em cubinhos ou em pedaços maiores como no filme;
  4. Aqueça um fio de óleo na frigideira e espalhe a massa sobre.
  5. Deixe fritando até as bordas dourarem e a massa desgrudar da frigideira. Vire e frite do outro lado.

Dicas:

➡ Use uma frigideira média ou pequena para se ter mais controle na hora de virar o omelete sem se despedaçar.

➡ Não coloque muita massa de uma só vez a ponto de deixar o omelete com espessura grossa, porque assim irá demorar mais para fritar, aumentando as chances de queimar.

➡ Essa receita rende bastante massa, então você pode guardar o que sobrar na geladeira e fazer no dia seguinte.

➡ Ronaldo Victoria é jornalista, fundador e editor do blog Cinema É Vida, onde comenta produções desde os pioneiros do cinema, os Irmãos Lumière, até lançamentos recentes.

Foto do blog Tempero Alternativo e *com licença Creative Commons.

Mixer Philips Walita de 250 watts de potência em oferta por R$ 108,23

Para sucos verdes, milkshakes, limonadas. E para processar cheiro verde e legumes na hora de cozinhar.

Cortador de cebola e alho vem junto com o mixer Philips Walita Pro Mixer, para lanches e refeições leves
Cortador de cebola e alho vem junto com o mixer Philips Walita Promix, para lanches e refeições leves

O mixer Philips Walita Promix RI1602 tem 250 watts de potência e está com um preço tentador hoje: R$ 108,23 na Americanas.

Mixer simples, dá para fazer algumas sopas, vitaminas e purês. E papinha para bebês.

Vem com um moedor para cortar cebolas e alho fácil fácil.

E você escolhe se quer 110 ou 220 volts.

Links:

Mixer na Americanas

Americanas

 

Cozinha Brilhante não se responsabiliza por alterações de preços e links rompidos  ou inexistentes. Preço de 20 de setembro de 2016. Imagens do site da empresa citada.

COMER COM OS OLHOS – Tradição, renovação e choque na cozinha

por Ronaldo Victoria

“A 100 Passos de Um Sonho” é uma experiência agradável para quem curte gastronomia.

Não é nada espetacular em termos de cinema, mas certamente os produtores, Steven Spielberg e Oprah Winfrey, pensaram em proporcionar um entretenimento gostoso (nos dois sentidos) para a plateia. E conseguiram.

O roteiro fala de tradição e renovação. Ou de choque de culturas. Algo que vem atingindo também a gastronomia.

Para a direção foi chamado o sueco Lasse Hallstrom, que já abordou o tema principal em “Chocolate”, que comentei aqui nesta coluna recentemente.

A personagem interpretada por Helen Mirren é francesa e exigente
A personagem interpretada por Helen Mirren é francesa e exigente

Em “A 100 Passos”, temos, de um lado, a rígida Madame Mallory (feita pela inglesa Helen Mirren, oscarizada por “A Rainha”), francesa dona de um restaurante elegante que já teve melhores dias – ou receitas.

Cena do filme com o cozinheiro indiano
Cena do filme com o cozinheiro indiano

Pertinho, a 100 passos (a que se refere o título), se instala Hassan (Manish Dayal), indiano que deixou a terra natal em busca do sonho de vencer entre panelas.

A família do rapaz fugiu toda de Mumbai, por conta de incidentes políticos. Lá o pai dele (Om Puri) tinha um restaurante e a culinária, para eles mais que um hábito, é uma herança cultural a que o jovem se dedica.

O casal, já enamorado
O casal, já enamorado

A questão cresce ainda mais quando Hassan começa a namorar Marguerite (Charlotte LeBon), uma das cozinheiras do restaurante da madame.

O choque é inevitável. E logo a madame precisa entender que se ficar mantendo a pose vai perder tempo (e dinheiro).

O mundo mudou _é a conclusão a que ela chega. E aquele garoto pode ter muito a ensinar.

É a história que se acompanha com muito prazer, em que pese um certo esquematismo na definição dos personagens: a francesa tradicionalista e o indiano impulsivo.

São pequenos senões a uma produção que, de quebra, oferece lindas imagens do sul francês, onde tudo foi rodado, especialmente da cidadezinha Saint-Antonin-Noble-Val.

  • Peixe em preparação
    Peixe em preparação

    Filme 🍳🍳🍳

  • Pratos 🍳🍳🍳🍳🍳
  • Dificuldade em fazer os pratos 🍳🍳🍳🍳

“A 100 Passos de Um Sonho”

Título original: “The Hundred Foot Journey”

dvd-de-a-100-passos-de-um-sonho-na-cultura-r-2490-aqui-2
DVD de A 100 Passos de Um Sonho, na Cultura, R$ 24,90, aqui

EUA, 2014

Direção: Lasse Hallström

Roteiro: Steven Knight

Elenco: Helen Mirren, Manish Dayal, Om Puri, Charlotte LeBon, Clement Sibony

Duração: 123 minutos. Gênero: comédia dramática

➡ Ronaldo Victoria é jornalista, fundador e editor do blog Cinema É Vida, onde comenta produções desde os pioneiros do cinema, (Irmãos Lumière), até lançamentos recentes.

*Imagens da página do filme no Facebook e do próprio filme. Preços de 15 de setembro de 2016

NÃO PERCA – Amanhã na coluna COMER COM OS OLHOS, o encontro de duas cozinhas distintas separadas por apenas 100 passos

Amanhã, na coluna COMER COM OS OLHOS, os choques que vêm quando a tradição da cozinha francesa encontra a renovação da cozinha de uma família indiana.

SONHO DE CONSUMO – Tudo azul na promoção Le Creuset

Sonho de consumo de muito cozinheiro, a marca de panelas e utensílios de cozinha francesa Le Creuset faz uma promoção em produtos selecionados durante este mês (setembro) em seu site e em lojas físicas.

Chaleira com apito azul Caribe Le Creuset, R$ 307,30 na Doural

O site da Doural também anuncia a promoção e os preços estão equivalentes em vários itens.

Os descontos vão até 30%  e valem somente em itens azuis nos tons Caribe, Cobalto, Marseille, Mineral, Coastal e Ink.

Tem panelas redondas (R$ 489,30), caçarolas ovais (R$ 699,30), travessas (R$ 97,30), prato aperitivo (R$ 202,30) , moedores (R$ 104,30) e marmita (R$ 524,30), entre outros produtos da marca.

Para quem quer um produto pra fazer bonito no fogão, a chaleira está por R$ 307,30 na Doural _no site Le Creuset, já esgotou.

Novo saleiro e pimenteiro R$ 118,30 na Le Creuset e Doural
Novo saleiro e pimenteiro R$ 118,30 na Le Creuset e Doural

Tem moedores de sal e pimenta, e saleiro e pimenteiro _uma mesa com pinceladas de azul…

Com design sofisticado, os produtos Le Creuset estão presentes em mais de 70 países. Chegou ao Brasil em 1977.

Tem lojas próprias em Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, São Paulo, Goiânia, Manaus, Belém, Recife, Ribeirão Preto e Campinas.

Links promoção Setembro Azul:

DouralLe Creuset

RECEITA BEM BRASILEIRA – Castanha do Pará, estrela do bolo

Bolo feito em casa, como gosto de dizer, tem sabor de afeto _além de todos os sabores dos ingredientes, lógico. A receita de hoje é bem brasileira: bolo de castanha do Pará.

A receita original li no blog Teka de Casa enquanto passeava à procura de algo que me tentasse a colocar a mão na massa logo.

As ameixas deram um toque contrastante e ligeiramente doce ao bolo de castanhas do Pará
As ameixas deram um toque contrastante e ligeiramente doce ao bolo de castanhas do Pará

Bom, a foto me pegou e já chequei os ingredientes _tinha todos no armário.

Como gosto de dar uma leve turbinada em bolos, incluí duas ameixas secas picadas em pedaços bem pequenos, além de usar trigo branco (a que li usava trigo integral).

Também resolvi bater as claras em neve, como faço sempre.

RECEITA – Bolo de limão siciliano com toques de nozes

Deu muuuuuito certo e o bolo ficou delicioso, com sabor bem brasileiro. Mesmo!

Ingredientes do bolo de castanha do Pará
Ingredientes do bolo de castanha do Pará

Receita de bolo de castanha do Pará

Ingredientes:

  • 1 xícara cheia de castanha do pará (usei em pedaços, são mais baratas)
  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 3 ovos (usei caipiras)
  • 2 colheres de sopa de óleo (usei de milho)
  • 1/2 xícara de açúcar (usei cristal)
  • 1 xícara de água
  • 2 ameixas secas picadas em pedaços pequenos (opcional)
  • 1 colher de sopa de fermento em pó
Duas ameixas secas picadas e passadas no açúcar cristal
Duas ameixas secas picadas e passadas no açúcar cristal

Como fazer:

  1. Ligue o forno a 180 graus (fraco);
  2. Unte e polvilhe a forma com trigo;
  3. No liquidificador, bata as castanhas tomando o cuidado de parar quando os pedaços ainda estejam do tamanho de meio grão de feijão. Retire 2 colheres de sopa das castanhas em pedaços e reserve para enfeitar o bolo;
  4. Bata o restante até que vire farinha;
  5. Bata as claras em neve com uma pitadinha de sal e reserve;
  6. Na batedeira, misture as gemas, o açúcar e o óleo. Bata até formar um creme grosso;
  7. Um chá de erva doce, ótimo parceiro para o lanche da tarde
    Um chá de erva doce, ótimo parceiro para o lanche da tarde

    Acrescente o trigo peneirado e a farinha de castanha do Pará alternadamente com a água;

  8. Na mão, acrescente a ameixa previamente cortada em pequenos pedaços _passe no açúcar para que os pedaços não fiquem grudados e se misturem de forma homogênea na massa;
  9. Adicione o fermento;
  10. Rapidamente, misture as claras em neve com movimentos de baixo para cima;
  11. Pronto, coloque na forma e leve ao forno a 180 graus;
  12. Após 35 minutos, cheque com um palito se a massa está seca. Se necessário, deixe um pouco mais até que a massa esteja assada (palito seco).

Bolo pronto, espere amornar e desenforme.

Coloque as castanhas em pedaços para decorar. Ficou muito boa a massa e as ameixas deram um toque especial.

Bolo de castanhas do Pará esperando para ser desenformado

O perfume de castanhas tomou a cozinha e… ô delícia!

Esta quantidade é adequada para uma forma de tamanho médio.

» Cozinha Brilhante não se responsabiliza por
alterações de preços e ausência de produtos nas
lojas e sites, assim como por links inexistentes
ou inválidos.

NÃO PERCA, amanhã cedo, uma receita bem brasileira

Não perca, amanhã cedo em  Cozinha Brilhante, uma receita DELICIOSA com castanhas do Pará.

Hum!

Saboreie:

RIO 2016, RECEITA – Cardápio olímpico tem pirarucu à Lars Grael

RECEITA – KitchenAid ensina a fazer tiramisù

RECEITA – Bolo fofo de cacau Callebaut