RECEITA – Cascas de laranja cristalizadas, um charme

É possível ser criativo e usar os alimentos mais simples do mundo para fazer um receita simples e cheia de charme. Não jogue as cascas da laranja usadas no suco não! Porque, cristalizadas, elas ganham status de chique.

Casquinhas de laranja cristalizadas feita em casa ainda secando: chique, charmosas, bonitas e fáceis de fazer

Além de dar um visual lindo mesmo como acompanhante do cafezinho, também vale como cobertura para bolos, recheio de pães doces e outras delícias.

As cascas de laranja cristalizadas podem ser usadas em um delicioso stollen

Ou sozinhas, assim no pratinho, ou na sua cumbuquinha preferida, para se beliscar a toda hora.

Ah, esta receita vale mais porque vai ajudar a aproveitar mais os alimentos, sem desperdícios. Ou você pode buscar uma laranja importada, com cor uniforme, que também vale, claro.

E fazer é muito, muito fácil. Vamos lá a dois jeitos de fazer que ficam realmente muuuiiito gostosas (usei a laranja bahia, que tem cor e perfume espetaculares):

Receita de casquinha de laranja cristalizada

Cascas de laranja cristalizadas ainda secando: as de cima da faca usada para cortá-las ganharam um pouco de açúcar cristal depois de saírem da panela e as de baixo têm apenas o açúcar refinado que cristalizou após secar

Ingredientes:

  • 3 laranjas (usei a laranja bahia)
  • 9 colheres de sopa de açúcar (3 por laranja), que é o equivalente a uma xícara quase cheia

Como fazer:

1 – Lave as laranjas e corte em 4 pedaços e tire a casca.
Se preferir, faça os cortes na laranja com 2 ou 3 milímetros de profundidade para tirar a casca sem “machucar” os gomos. Deste forma, você pode usar o suco mais tarde. Fiz deste jeito porque irei usar o suco na segunda receita.

Corte as laranjas e retire a casca para poder cortá-la em tiras

2 – Corte a casca em tiras bem fininhas, se for usar para acompanhar o cafezinho. Se for para usar no recheio de pães ou outros doces, faça tiras de 3 a 4 mm. Não precisa seguir esta regra, a largura é da sua preferência.
Aproveitei que as laranjas estavam grandes e fiz cortes de várias espessuras.

Se quiser, pode tirar o excesso da parte branca com a faca

Algumas receitas na Internet dizem para tirar o excesso do branco com a faca pois afirmam que fica mais amarga. Outras não fazem esta menção.

Para tirar o amargor da casca: ferva as tirinhas e despreze a água. Repita o processo mais 2 vezes

3 – Coloque na panela, cubra com água até ferver. Jogue essa água fora e repita este processo por mais duas vezes. No total, serão três águas até ferver.

Ah, não é para cozinhar não, é apenas para tirar o amargor da casca.

Na última e terceira vez, escorra totalmente a água e enxugue o excesso com uma toalha de papel ou um pano de prato _limpo, lógico.

Coloque o açúcar na panela e as tirinhas secas do excesso de água

4 – Volte as casquinhas de laranja para a panela e coloque 3 colheres de açúcar por laranja, ou seja, 9 colheres. Como tinha duas na fruteira, usei 4 colheres (e mais um tico, uma das laranjas era grande).

Mexa sem parar até que o açúcar forme bolhas brancas e retire depois de um minutinho

Mexa sem parar até que o açúcar derreta e forme bolhas. “Cozinhe” mais ou menos 1 minuto e atenção: não é para caramelizar as casquinhas. Então, olho na panela.

Depois de deixar ferver cerca de 1 minuto, passe as cascas em tiras para uma forma e continue a mexer com uma colher até que o açúcar comece a cristalizar; as tiras vão se soltar umas das outras

5 -Transfira as casquinhas ainda fervendo para uma forma e continue mexendo. As casquinhas irão começar se soltar uma das outras e o açúcar vai cristalizar.

6 – Coloque num prato ou grelha e deixe secar à temperatura ambiente. Ah, não coloca no sol, beleza? Se preferir, você pode colocar um pouco de açúcar cristal quando elas estiveram quase para secar. Vai ficar com uma “carinha” mais cristalizada ainda.

Retire a casca da laranja e reserve os gomos _vai usar o suco no preparo das cascas cristalizadas

Receita de casquinha de laranja cristalizada com suco de laranja

Ingredientes:

  • 3 laranjas
  • 1 xícara de açúcar
  • 1 xícara de suco de laranja (use as frutas que descascou)

Repita os passos até o item 3 da receita acima (para tirar o amargor da casca).

4 –  Coloque na panela o suco da laranja espremida (sem sementes, claro) e o açúcar. Mexa bem e quando ferver, acrescente as tirinhas da casca.

Coloque o suco da laranja com o açúcar e deixe cozinhar até que as cascas fiquem transparentes, ou quase

5 – Deixe cozinhando em fogo baixo até que as tirinhas fiquem quase transparentes. Se o caldo engrossar, acrescente uns pingos de água. Use uma tampa e mexa de vez em quando. Desta vez as cascas cozinharam com ajuda de uma tampa por 25 minutos. Mas pode levar mais tempo. Fique atento.

Tire toda a calda das cascas usando uma peneira

6 – Tire as cascas da panela e use uma peneira para escoar o pouco caldo que restou. Guarde este xarope, se quiser, pois poderá usar para adoçar chás ou fazer um refresco. Não vai ser muito não e ele estará mais espesso.

7 – Coloque as tiras sobre papel manteiga ou sobre uma grelha e deixe secar na temperatura ambiente. Pode acrescentar um pouquinho de açúcar cristal, se preferir, quando elas estiverem quase secas.

O suco da laranja vai acentuar ainda mais a cor e o sabor das cascas. Vai ficar uma delícia!

Cascas de laranja cristalizadas feitas com suco de laranja no lugar da água

As casquinhas demoram para secar de um a três dias, vai depender da umidade do ambiente e da temperatura. Fique de olho e experimente. Depois de secas, guarde as casquinhas de laranja cristalizadas em um vidro fechado.

Pronto, não vai durar muito na mesa nem no armário, pode ter certeza.

♥ Dica: Também é possível tirar o amargo da casca da laranja deixando-as de molho em água na geladeira por 3 dias. É preciso trocar a água de 2 a 3 vezes por dia.  Faça sua escolha.

Post originalmente publicado no blog parceiro vale mais, adaptado para Cozinha Brilhante.

RECEITA – Torta clássica de maçã da Irene

Sempre curto blogs bons e continuo na luta à procura de assuntos interessantes para reblogar ou trazer aqui para o Cozinha Brilhante.

Um dos posts que me seduziram nessas andanças é a receita de torta de maçã clássica do blog Casa de Irene. Não deu para resistir, as fotos estão simplesmente APETITOSAS e o passo a passo está sensacional. Vamos lá:

“A Torta de Maçã é um clássico delicioso, aqui em casa é a pedida do papai para a ceia de Natal. Essa gostosura é uma sobremesa delicada e que dá um super charme à mesa! Parece complicado, mas não é, vem conferir!

 

Sirva com sorvete
Sirva com sorvete

TORTA DE MAÇÃ CLÁSSICA

Rendimento: 1 torta 22 cm

Ingredientes

Para massa:

1 e 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
150 g de manteiga gelada
30 ml de água gelada
1 colher (sopa) de açúcar
1 pitada de sal
2 gemas
Açúcar cristal para decorar

O que vai no recheio _maças, claro
O que vai no recheio _maças, claro

Para recheio:

2 maçãs verdes
2 maçãs vermelhas
1/4 de xícara (chá) de passas
1/2 limão
1/2 colher (café) de canela em pó
1 pitada de cravo em pó
1 colher (café) de gengibre ralado
noz moscada ralada a gosto
1/4 de xícara (chá) de açúcar refinado

Preparo

Massa já no ponto de ser cortada
Massa já no ponto de ser cortada

Massa:

No processador misture todos os ingredientes secos. Coloque a manteiga e processe levemente até formar uma farofa. Coloque uma gema e processe novamente. Vá acrescentando a água aos poucos até formar uma massa uniforme e que não grude nas mãos. Não acrescente toda a água de uma vez, pode ser que não use tudo. Divida a massa em duas partes, embale em filme plástico e leve para descansar na geladeira por 1 hora.

Entre dois pedaços de papel manteiga, abra a massa com aproximadamente 4 mm de espessura.

Unte uma forma de fundo removível e forre com a massa. Reserve na geladeira.

Repita o processo de abrir a outra porção de massa com o papel manteiga. Com uma carretilha corte as tiras da massa e trance como uma cesta. Reserve também na geladeira.

Recheio:

Com um descaroçador retire o miolo das maçãs, parta em 4 partes e fatie-as. Eu gosto do coloridinho, mas se você preferir um recheio mais delicado descasque as maçãs.

Torta de maçã antes de ir para o forno
Torta de maçã antes de ir para o forno

Retire as raspas do limão e reserve.

Coloque o suco do limão em uma tigela com água e repouse as maçãs fatiadas nessa água para não escurecerem.

Misture o açúcar com as especiarias em pó e reserve.

Retire as maçãs da água de limão, enxágue e escorra bem. Misture as maçãs fatiadas, com as raspas de limão e o gengibre.

Coloque uma camada de fatias de maçã na sobre a massa na forma, polvilhe com um terço da mistura de açúcar e especiarias, salpique algumas passas. Repita o processo 3 vezes.

Delícia de torta de maçã
Delícia de torta de maçã

Cubra a última camada de maçãs com a maça trançada. Retire as rebarbas da forma. Pincele a trança com a gema restante e salpique açúcar cristal sobre a massa.

Asse me forno preaquecido 180°C até dourar.

Sirva morno com sorvete de creme.”

Obrigada, Irene, e seja benvinda!

Post publicado originalmente no blog Casa de Irene, republicado aqui em
Cozinha Brilhante com autorização da autora.

RECEITA – Calda de vinho sofistica flan de coco

Um simples flan de coco pode ganhar ares chiques com uma calda diferente. Com vinho, então, nota mil, porque até a combinação de cores fica clássica e aguça o paladar.

A receita é uma criação inspirada no livro de Evanilda Perissinotto Prospero, “Gastronomia: Saber e Cozer”.

E realmente é muito fácil de fazer. Vamos lá:

Vidro de leite de coco
Vidro de leite de coco

Ingredientes:

  • 1 pacote de gelatina neutra incolor
  • 1 xícara de água para dissolver  a gelatina
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 lata de creme de leite sem soro
  • 1 lata de leite
  • 1 colher de essência de baunilha
  • 1 vidro de leite de coco

Modo de fazer:

Coloque a gelatina na água e leve ao banho-maria para dissolver.

Bater todos os ingredientes no liquidificador.

Pacotinho de gelatina em pó incolor sem sabor
Pacotinho de gelatina em pó incolor sem sabor

Numa forma de flan ou de pudim, pincele óleo no fundo e nas laterais e coloque a mistura pronta.

Leve para a geladeira por no mínimo 5 horas ou de um dia para outro.

Calda:

  • 2 xícaras de vinho tinto suave ou vinho do Porto
  • 1 xícara de água
  • 1 xícara de açúcar
  • 2 colheres rasas de amido de milho (Maizena)

Numa panela média, coloque os ingredientes e mexa bem até engrossar (não muito).

Leve na geladeira para gelar.

Com cuidado, retire o flan da forma e despeje a calda sobre o doce.

Sirva após almoço ou jantar.

O branco do flan em contraste com o vinho fica bem elegante
O branco do flan em contraste com o vinho fica bem elegante

Post originalmente publicado no blog parceiro vale mais e adaptado para Cozinha Brilhante. Enviado pela seguidora do blog Helaine Carrer

Bolo de limão com mel

Limão voador, por Luciano Meirelles, agosto de 2008
Limão voador, por Luciano Meirelles, agosto de 2008

Não tem jeito. Gosto de bolos porque além de sinônimo um lanche maravilhoso, trazem a lembrança da mãe cozinhando em casa e dos perfumes que exalam a partir do forno para toda a casa.

Hoje esta receita achei no blog Mel do Sol, que é muito bem feito.

Que seja uma boa inspiração para todos nós!

Mel do Sol

bolomelINGREDIENTES

  • 250 gr. De Margerina
  • 1/2 kg de Mel
  • 5 Ovos
  • Raspa de 2 limões
  • Sumo de 4 limões
  • 250 gr de Farinha de trigo
  • 2 Colheres de fermento
  • 1 Pitada de sal

MODO DE PREPARO

1- Juntam-se todos os ingredientes e batem-se muito bem.
2- Deita-se a mistura numa forma untada e polvilhada com farinha e leva-se ao forno a cozer durante uma hora.
3- Retira-se do forno e depois de arrefecido, pica-se o bolo com um garfo, rega-se com 1 dl de sumo de limão e polvilha-se com 100g de açúcar em pó.
4- Só depois se retira da forma.

Hmmmm… água na boca! 😀

Ver o post original

DA MÁQUINA PRA MESA – Como fazer pão saudável sem por a mão na massa

Pão quentinho no café da manhã com manteiga ou queijo, derretendo que cai pelas laterais. No lanche pré-treino. Torrado, acompanhando um aperitivo. Com orégano e azeite então… Ou no sanduba com frios da sua preferência.

É tanta oportunidade para se comer pão 🍞 durante todo o dia que a melhor solução é fazê-lo em casa!

Não quer colocar a mão na massa?

Fatias de pão integral feito na panificadora com grãos com requeijão e manteiga, hum!
Fatias de pão integral feito na panificadora com grãos com requeijão e manteiga, hum!
Pão integral com grãos feito na panificadora
A massa fica macia e você pode fazer com 600 ou 900 gramas

Tudo bem, as panificadoras, ou máquinas de fazer pão, fazem tudo por você.

Verdade! Além de mais saudável que comprar pães prontos, você pode programá-las para que, quando acordar, o pão esteja quentinho.

Todos os ingredientes já na forma pronta para o início da feitura; pão assado e já fora da forma da panificadora
Todos os ingredientes já na forma pronta para o início da feitura; pão assado e já fora da forma da panificadora

Você só precisa colocar os ingredientes na forma e seguir as instruções e receita. E muitas delas já vem no manual de instruções.

A advogada Débora Pinton Sacconi mostrou o passo a passo de um pão integral com grãos que ela faz regularmente em sua panificadora da marca Cadence. “Não me arrependi. Estou usando demais, ela já tem lugar fixo na cozinha para ficar fácil de usar. Estou adorando”, diz.

Ingredientes já na medida para serem colocados na panificadora
Ingredientes já na medida para serem colocados na panificadora
Receita de pão integral que vem no manual da Cadence
Receita de pão integral que vem no manual da Cadence

A máquina faz tudo sozinha. Assim que os ingredientes entram na panificadora, o processo todo leva cerca de 3 horas e meia. É possível programar e fazer várias receitas. Esta receita que Débora fez está no manual e ela apenas acrescentou um porção a mais de grãos que ela, o marido, Fernando Sacconi, e a filha, Catarina, gostam.

Ela conta que o segredo é colocar em primeiro lugar, na forma, os ingredientes líquidos e pastosos, como leite e ovos. Depois, os grãos e manteiga, e por último, as farinhas _nesta receita, trigo branco e integral.

Panificadora Cadence no Magazine sigavalemais, R$ 429,90, modelo 110 volts ou 220 volts
Panificadora Cadence modelo 110 volts ou 220 volts

“É tudo muito prático, fácil e a gente faz diversas receitas e é tudo muito mais saudável, pois não vai conservante ou outros aditivos”, conta.

Ela já experimentou várias e ficou muito satisfeita com a marca que escolheu, Cadence. Débora comprou na Internet.

Próximo post: modelos e marcas disponíveis de panificadoras aqui em Cozinha Brilhante.

DICA DA DÉBORA – Substitua a margarina pelo óleo de coco.

Post originalmente publicado no blog parceiro vale mais e adaptado para Cozinha Brilhante.

DELÍCIA – Coalhada fresca, facílimo de se fazer em casa

O calor já tá batendo em boa parte do país. É, o verão tá pra chegar oficialmente. E aí que bate aquela vontade de comer algo gelado, que pode tanto ser salgado, ou doce. Bem, estou falando de coalhada, é o leite coalhado que é comida típica no mundo árabe.

Nada melhor que fazer uma bela porção de coalhada fresca em casa mesmo. Ah, é muito, muito fácil.

Você vai precisar de:

+ 1 copo de 170 gramas de coalhada pronta, dessas que a gente compra no supermercado.  Escolhi a Ati Latte na versão desnatada _você pode usar a versão integral, claro. Copo de coalhada fresca

+ 1 litro de leite que fica na geladeira do supermercado. Pode ser de saquinho ou embalado em garrafa de plástico branco. Sempre uso o Xandô desnatado (também pode usar o integral).

Nunca experimentei usar leite de caixinha tetrapack. Mas um dia vou usar e contar aqui (estou louca pra fazer isso).

+ Uma tigela de vidro tipo Marinex ou de louça.

+ Uma tampa para a tigela ou um prato raso que cumpra esse papel.

Como fazer:

Leite Xandô desnatadoFerva o leite com o cuidado de mexer sempre para não queimar na base da leiteira. Cheiro e gosto de queimado ninguém merece.

Dissolva duas colheres da coalhada comprado no litro de leite fervido
Dissolva duas colheres da coalhada comprado no litro de leite fervido

Depois de fervido, verifique a temperatura do leite de forma que esteja entre o morno e o quente. Em outras palavras, quando você suportar o leite nas costas da sua mão sem queimar. Este é o momento certo para utilizá-lo na feitura da coalhada.

Coloque o leite na tigela ou recipiente de vidro. Para um litro de leite, pegue 2 colheres de sopa cheias da coalhada comprada. Misture muito bem até dissolver.

Coloque a tampa do próprio recipiente ou utilize um prato que encaixe bem.

Envolva o leite morno/quente com a coalhada dissolvida em uma toalha para manter o calor por mais tempo
Envolva o leite morno/quente com a coalhada dissolvida em uma toalha para manter o calor por mais tempo – o forno desligado, claro, é um bom lugar para a coalhada ficar pronta

Envolva o recipiente com o leite ainda quente com uma toalha grossa e deixe em um canto sossegado que não tenha vento. O forno _desligado, claro_ é a melhor opção, pois conserva melhor a temperatura.

Deixe lá por 8 ou 10 horas. Se preparou a colhada de manhã, com certeza ao voltar do trabalho, estará pronta. Se preparou à noite, sua manhã já vai ter coalhada.

Basta checar a consistência, que será firme, com um pouco de soro em cima e/ou em volta da coalhada.

Conserve em geladeira. Poderá degustá-la com mel ou açúcar no café da manhã, ou usá-la numa boa porção gelada de pepino com coalhada. Delícia para o verão.

RECEITA – Colher pelando, ingrediente importante do crème brûlée da Rainha Raiza

O “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”, resenhado pelo nosso colunista Ronaldo Victoria ➡ COMER COM OS OLHOS – O fabuloso crème brûlée de Amelie Poulain que também trouxe uma receita do doce mais apreciado pela personagem, não pude resistir a esta aula prática com quem entende do riscado.

A chef patissieur Raiza Costa, dona do programa “Rainha da Cocada”, da GNT, dá a sua versão da receita, que está no site do GNT e no canal do Youtube da emissora.

Seus programas são SEN-SA-CIO-NAIS e além de fazer doces muuuuito bem, é bem humorada, charmosa e dona de muito bom gosto. Sua base é Nova York, onde ela mora e também dá dicas de onde comprar ingredientes.

A receita tintim por tintim está aqui:

Ingredientes

Para o crème brulée tradicional:

  • 480ml de creme de leite fresco
  • 1 fava de baunilha ou 5ml de extrato
  • 6 gemas
  • 90g de açúcar
  • 30g de mascarpone
O forno deve estar a 150 graus centígrados
O forno deve estar a 150 graus centígrados

Para o crème brulée de framboesa:

  • 450g de framboesa

Para o crème brulée de pistache:

  • 300g de pistache moído

Para o crème brulée de limão-siciliano:

  • Raspas de 3 limões-sicilianos
Tem que ser em banho-maria, tá!
Tem que ser em banho-maria, tá!

Modo de preparo

Para fazer o crème brulée:

  1. Em uma panela, coloque o creme de leite fresco e a fava de baunilha. Abra a fava, tire todas as sementinhas e jogue tudo na panela. Leve ao fogo médio até começar a levantar fervura. Assim que ferver, desligue o fogo e tampe a panela.
  2. Bata as gemas com o açúcar até ficar um creme claro. Adicone uma concha do creme de baunilha quente nas gemas e bata rapidamente. Acrescente o restante do leite e bata para incorporar. Adicione o mascarpone e retire a fava de baunilha.
  3. Encha os ramequins ou potinhos rasos, até a borda. Asse em banho-maria a 150ºC, por 45 minutos.

Como preparar o crème brulée de outros sabores:

  1. Adicione as framboesas, pistaches ou raspas de limão no creme de leite, no lugar da baunilha.
Aquecer a colher direto no bico do fogo substitui o maçarico
Aquecer a colher direto no bico do fogo substitui o maçarico

Modo de preparo da cobertura:

  1. Jogue uma generosa camada de açúcar em cima de cada creminho. Se você não tiver um maçarico, aqueça uma colher no fogo e passe por cima do açúcar, ela vai queimá-lo imediatamente e formar a crosta de açúcar.